- Publicidade -

Mais de 95% dos turistas que vêm a Brasília querem voltar, segundo pesquisas

36

Consultas em grandes eventos festivos mostram que a aceitação dos visitantes aos atrativos no DF é bastante positiva. No carnaval, 97% dos entrevistados recomendariam a cidade a terceiros

As datas comemorativas e os grandes eventos em Brasília movimentam o turismo na cidade. Mais de 95% dos visitantes querem voltar ao Distrito Federal, e cerca de 60% já estiveram na cidade em outra ocasião, de acordo com a Secretaria Adjunta de Turismo, da Secretaria do Esporte, Turismo e Lazer.

Carnaval 2017 foi um dos eventos utilizados pela Secretaria Adjunta de Turismo, da Secretaria do Esporte, Turismo e Lazer para execução de pesquisa.Carnaval 2017 foi um dos eventos utilizados pela Secretaria Adjunta de Turismo, da Secretaria do Esporte, Turismo e Lazer, para fazer pesquisa entre os turistas. Foto: Tony Winston/Agência Brasília – 25.2.2017

- Publicidade -

Os dados estão no site Observatório do Turismo e se referem a pesquisas feitas pela secretaria em 2016 e 2017. O objetivo é identificar o fluxo e o perfil dos turistas.

A pasta coletou informações durante as grandes festividades, como o aniversário de Brasília e o carnaval.

Festivais com apoio do governo, como a Convenção de Música e Arte (CoMA) e o Brasília Capital Moto Week, também entraram na amostragem.

Números do carnaval 2017

Um dos destaques foi o carnaval de 2017, que trouxe quase 2 mil visitantes a mais do que o ano anterior e movimentou cerca de R$ 23 milhões. Voluntários se dividiram entre os principais pontos turísticos e nos locais de evento para fazer o levantamento.

R$ 23 milhõesImpacto econômico com o carnaval em 2017

Segundo a pesquisa feita entre 25 e 28 de fevereiro, 33,9% dos entrevistados indicaram interesse em participar das atividades de carnaval e 97% recomendariam a visita à cidade.

O Distrito Federal recebeu durante o carnaval de 2017 pessoas de São Paulo, Minas Gerais, Goiás e do Rio de Janeiro, entre outras unidades da Federação. A maior parte dos turistas estrangeiros era da Argentina e do Chile, seguidos da França, de Israel, do Peru, da Alemanha, da Áustria e da Colômbia.

Olimpíada trouxe visibilidade para Brasília

De 4 a 13 de agosto de 2016, o Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha recebeu dez disputas mundiais de futebol — 7 masculinas e 3 femininas — pela Olimpíada.

O secretário adjunto de Turismo, Jaime Recena, lembra que o evento esportivo também projetou a cidade internacionalmente. “A repercussão foi muito boa. Milhares de países transmitiram os jogos de Brasília, além dos turistas que vieram de vários outros países e de estados brasileiros.”

Dos visitantes motivados pelos Jogos Olímpicos em 2016, 90% afirmaram que pretendem retornar à capital federal

No evento, aproximadamente 2 mil visitantes participaram da pesquisa de satisfação nos principais atrativos turísticos (Torre de TV, Catedral Metropolitana e Praça dos Três Poderes) e nos arredores do estádio nos dias de jogos.

De acordo com as informações obtidas pela pasta, 29% dos turistas vieram a Brasília motivados pelos Jogos Olímpicos. Os demais correspondem àqueles que visitariam a cidade normalmente — 33,1% motivados pelo lazer, 28,3% pela visita a parentes e amigos e 18,1% a negócios.

A maior parte da movimentação turística no período foi de brasileiros, em especial de São Paulo, de Minas Gerais, de Goiás e do Paraná. Dos estrangeiros, a maioria veio da França, dos Estados Unidos, do México, da Argentina e da Colômbia.

Dos visitantes motivados pelos Jogos Olímpicos, 54% deles visitavam Brasília pela primeira vez. Quase 90% afirmaram que pretendem retornar à capital federal.

O Fórum Mundial da Água, em março, é a grande aposta para a movimentação turística em Brasília

Fórum Mundial da Água

De 18 a 23 de março deste ano, Brasília recebe o 8º Fórum Mundial da Água. O evento, que reunirá mais de cem países, é a grande aposta para a movimentação turística na cidade.

“A expectativa é positiva. Esse é um dos maiores eventos que Brasília está recebendo”, diz o secretário adjunto de Turismo.

O fórum envolverá governo, sociedade civil, empresas e instituições científicas nos debates sobre oferta e preservação de recursos hídricos. O público esperado é de 40 mil pessoas.

As atividades serão divididas em dois espaços: no Centro de Convenções Ulysses Guimarães e no Mané Garrincha.

Comentários
Carregando...
notícias jovem Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.