- Publicidade -

Homem é condenado por infectar 32 mulheres e um bebê com HIV

25
Homem é condenado por infectar 32 mulheres e um bebê com HIV
Homem é condenado por infectar 32 mulheres e um bebê com HIV

“Ele tinha apenas o intuito de matar”. Foi essa a descrição dos promotores sobre o italiano Valentino Talluto, que recebeu a condenação de 24 anos de prisão, nesta última sexta-feira (27). Ele infectou pelo menos 30 mulheres com o vírus #HIV. Os promotores concluíram que todo o ato realizado contra as vítimas foram de modo intencional e impiedoso.

Utilizando-se do pseudônimo “Hearty Style”, Valentino se relacionou com mais de 53 mulheres que conheceu pela internet. Nos encontros amorosos, ele praticava o sexo sem a devida proteção e ocultava das vítimas que era portador do vírus. Ele vivia essa rotina por vários meses, até que foi preso, no ano de 2015.

- Publicidade -

De acordo com as investigações, algumas das mulheres pediam para que a relação sexual fosse feita com o uso de preservativo, porém, ele usava de esperteza e as convencia de que tinha uma alergia com o uso dos preservativos.

Além disso, ele afirmava para todas que constantemente fazia exames para constatar a boa saúde contra qualquer doença sexualmente transmissível.

A atitude macabra de Valentino acabou resultando em 32 mulheres infectadas, e para piorar, três delas acabaram repassando o vírus para os seus parceiros posteriores. Uma outra mulher acabou engravidando e o vírus atingiu o bebê, que nasceu com encefalopatia (inflamação no cérebro), que de acordo com os médicos, tudo decorrente do vírus HIV, contraído pela mãe durante as relações sexuais com Valentino.

Por incrível que pareça, a maioria das parceiras de Valentino eram estudantes, entre idades de 14 a 40 anos; algumas já eram mães. Tudo só foi descoberto após algumas das mulheres realizarem exames de rotina, nos quais se depararam com a notícia de que estavam infectadas com o vírus.

Elas entraram em contato com Valentino, porém, ele as esnobou, afirmando que nada tinha a ver com o ocorrido.

As demais só ficaram sabendo da infecção após verem a prisão de Valentino no noticiário da TV. Suas vítimas relataram o terrível drama vivido após a descoberta do vírus em seus corpos, no qual afirmam uma grande luta no tratamento.

‘Nada planejado’

A acusação pediu a prisão perpétua de Valentino por acreditar que o mesmo teria praticado tudo de modo intencional, o que acabou gerando uma verdadeira ?epidemia”. ?Os atos não foram intencionais, mas, ouve imprudência?, relatou a defesa.

Os advogados de Valentino afirmaram que o mesmo era um homem com muitas carências e que procurava afeto. O mesmo nunca havia conhecido o próprio pai e acabou perdendo a mãe para as drogas. Ela também era soropositiva. Os advogados também se utilizaram dos argumentos de que as vítimas poderiam ter sido infectadas por ouros rapazes.

Diante da grande pressão, Valentino decidiu quebrar o silêncio, no qual mostrou-se arrependido pelos seus atos, porém, afirma não ter consciência sobre eles.

Comentários
Carregando...
notícias jovem Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.